Clique aqui para obter uma tradução automática do texto seguinte.
Dirigentes locais da Ucrânia e da UE unem esforços para oferecer campos de férias a milhares de crianças  

Vitaliy Klitschko, presidente da Associação dos Municípios da Ucrânia e presidente do município de Kiev, lançou, juntamente com o presidente do Comité das Regiões Europeu, Apostolos Tzitzikostas, uma ampla iniciativa para a organização de campos de férias de verão para crianças ucranianas em cidades e aldeias europeias.

Os presidentes de município e de região europeus estão a colaborar com os seus homólogos ucranianos para organizar o transporte e a estadia de crianças provenientes das comunidades locais ucranianas mais afetadas pela guerra. O projeto foi apresentado na reunião plenária do Comité das Regiões Europeu (CR), a assembleia da UE dos órgãos de poder local e regional.

A iniciativa destina-se a crianças e jovens do ensino básico e secundário (dos 6 aos 17 anos) e a cuidadores acompanhantes (1 adulto por cada 10 crianças), que terão a oportunidade de passar tempo juntos e de receber apoio psicológico especializado, para que possam estabilizar o seu estado emocional e desprender-se das experiências traumatizantes vividas.

«Agradecemos aos nossos amigos europeus por receberem as crianças ucranianas afetadas pela guerra.A experiência e as emoções que as crianças viverão nos campos de férias da UE despertarão nelas o sentimento de que a Ucrânia faz parte da Europa.A Europa está à nossa espera. Nós, os ucranianos, somos bem-vindos na Europa», afirmou Vitaliy Klitschko.

«Este projeto é uma prioridade muito concreta e importantíssima para nós. Os membros do CR provenientes de toda a União já demonstraram a sua vontade de acolher crianças e estão empenhados em divulgar informação sobre esta iniciativa junto de todos os órgãos de poder local e regional da UE, em cooperação com as principais associações territoriais», afirmou Apostolos Tzitzikostas.

«Perante a magnitude da tragédia que enfrentamos, temos de nos concentrar não só no que já estamos a fazer, mas também no que ainda podemos fazer.Nesse sentido, apoio totalmente a proposta dos programas de campos de férias de verão para crianças, a organizar conjuntamente com a Associação dos Municípios da Ucrânia.Tenho o prazer de confirmar que Roma aderirá ao programa e desempenhará a função que lhe compete», declarou o presidente do município de Roma, Roberto Gualtieri, que participou no debate na reunião plenária do CR.

O objetivo global é a criação de um espaço onde as crianças possam sentir-se seguras e encontrar normalidade através de uma rotina diária equilibrada, contribuindo para restabelecer a confiança no futuro. As atividades ao ar livre, a prática de desporto e as atividades de reabilitação emocional contribuirão para melhorar a saúde física e mental. Nas aulas de desenvolvimento, cada criança ou jovem poderá enriquecer o seu conhecimento e adquirir experiência em comunicar numa língua estrangeira, prevendo-se a possibilidade de disponibilizar apoio psicológico profissional na sua língua materna.

Os campos terão uma duração de 4-5 semanas ou mais, dependendo da disponibilidade dos organizadores locais. Os custos da permanência das crianças nos campos de férias, incluindo a viagem e as atividades, são cobertos pelo órgão de poder local ou regional de acolhimento, com a eventual participação de parceiros locais do setor privado.

A Associação dos Municípios da Ucrânia, em estreita colaboração com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e as entidades europeias de acolhimento, assegurará os procedimentos administrativos necessários para a viagem e para a permanência no local de acolhimento.

Atualmente, a associação está a fazer o levantamento das necessidades de cada município e, com o apoio do Comité das Regiões Europeu, das propostas dos parceiros europeus.

O CR instou as instituições da UE a simplificarem o acesso ao financiamento da UE para as regiões e os municípios que enfrentam uma crise de refugiados e, além disso, apelou para a mobilização dos programas da UE existentes no sentido de apoiar as entidades de acolhimento no contexto desta iniciativa específica, com especial destaque para o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e o Fundo Social Europeu.

Os órgãos de poder local e regional interessados podem contactar a plataforma de informação e apoio «Ajudar a Ucrânia» através do seguinte endereço: SupportUkraine@cor.europa.eu

Contacto:

Andrew Gardner – Comité das Regiões Europeu

andrew.gardner@cor.europa.eu

+32 473 843 981

Tetyana Kutsenko – Associação dos Municípios da Ucrânia

t.kutsenko@auc.org.ua,

+380671619085

Yuliia Bandura – Associação dos Municípios da Ucrânia

y.bandura@auc.org.ua

+380979260479

Partilhar: