Clique aqui para obter uma tradução automática do texto seguinte.
Declaração conjunta à imprensa pelo ministro-presidente da Renânia do Norte-Vestefália, Armin Laschet, e pelo presidente do Comité das Regiões Europeu, Apostolos Tzitzikostas  

O ministro-presidente da Renânia do Norte-Vestefália, Armin Laschet, deu as boas-vindas ao presidente recém-eleito do Comité das Regiões Europeu, Apostolos Tzitzikostas, na Chancelaria do Estado de Dusseldórfia, na terça-feira, 3 de março. Nesta ocasião, debateram os desafios europeus atuais, nomeadamente a situação grave na fronteira entre a Grécia e a Turquia, bem como o surto do coronavírus.

Ministro-presidente Armin Laschet: «É um prazer conhecer o presidente Apostolos Tzitzikostas e é com agrado que encaro a perspetiva de colaborar com ele nos próximos anos. O Comité das Regiões Europeu é a voz essencial das regiões da Europa. Estou convencido de que o presidente Apostolos Tzitzikostas dará novos impulsos a esta voz, fazendo com que seja ouvida em toda a União Europeia. Precisamos de uma Europa mais forte e temos de agir em conjunto para enfrentar os desafios que se colocam atualmente.»

Presidente Apostolos Tzitzikostas: «Hoje, tive a honra e o prazer de conhecer o ministro-presidente Armin Laschet, um líder visionário e fiável da Alemanha e um europeu convicto. Os seus êxitos na região da Renânia do Norte - Vestefália são um exemplo para todos nós da forma como as regiões da Europa conseguem enfrentar desafios comuns no interesse das pessoas. A UE deve tomar medidas urgentes para abordar de modo pragmático a questão da migração. Não se trata de uma questão nacional, mas antes de um assunto da UE, que diz respeito a todos os cidadãos europeus.»

O ministro-presidente e o presidente do Comité das Regiões Europeu estão determinados a superar as divergências e a polarização crescente na União Europeia. «Para que tal aconteça, é necessária uma visão europeia comum que intensifique a cooperação entre os Estados-Membros, as regiões, as cidades e as aldeias. A União Europeia precisa de um novo ímpeto para fazer face às transformações profundas que a digitalização, a demografia e a necessária luta contra as alterações climáticas implicam para os nossos cidadãos», declarou Armin Laschet .

Condição essencial para esse novo ímpeto é um acordo atempado e ambicioso sobre o futuro orçamento da UE (Quadro Financeiro Plurianual), que se baseie num equilíbrio justo entre os que mais beneficiam do nosso mercado comum e os que ainda precisam de recuperar terreno.

O ministro-presidente e o presidente do Comité das Regiões Europeu debateram também as propostas recentes da Comissão Europeia relativas a um Pacto Ecológico e à inteligência artificial. Congratularam-se com estes esforços, salientando que devem ser complementados por esforços conjuntos a nível nacional, regional e local. A próxima Presidência alemã do Conselho da UE, que decorrerá no segundo semestre de 2020, tem potencial para fazer face aos desafios atuais e aproximar a União Europeia.

Armin Laschet e Apostolos Tzitzikostas sublinharam, em especial, a necessidade de ajudar as regiões particularmente afetadas pela decisão da UE de alcançar a neutralidade climática até 2050. «Especialmente as regiões carboníferas em transição, como a região Rheinisches Revier, necessitam de apoio europeu para desenvolver as suas infraestruturas, reforçar a sua capacidade de inovação e assegurar o investimento na formação e na reconversão profissional. Por conseguinte, acolhemos com agrado a proposta de um novo Fundo para uma Transição Justa da UE que apoie estas regiões», afirmou Apostolos Tzitzikostas .

A reunião fora da sede da Mesa do Comité das Regiões Europeu, que terá lugar no Parlamento da Renânia do Norte - Vestefália, em 11 de setembro, constituirá uma oportunidade para debater em conjunto o futuro da Europa, apresentar soluções para transmitir melhor as opiniões sobre a regulamentação da UE e aproximar a Europa dos seus cidadãos.

Porta-voz do presidente:

Michele Cercone

Tel.: +32 (0)498 98 23 49

Michele.Cercone@cor.europa.eu