Clique aqui para obter uma tradução automática do texto seguinte.
Dirigentes locais aliam esforços com Presidência eslovena, Comissão e Parlamento Europeu para acelerar execução dos planos de recuperação da UE  

O primeiro Fórum de Alto nível sobre Recuperação e Resiliência Regionais apresentou propostas sobre a forma de melhorar a governação e evitar sobreposições com a política de coesão

Os dirigentes regionais e locais reuniram-se em Lipica (Eslovénia), em 24 de setembro, para debater a forma de aplicar atempadamente os investimentos que visam a recuperação no terreno e de evitar atrasos e sobreposições entre as políticas da UE. O comissário responsável pela Economia, Paolo Gentiloni, o ministro das Finanças esloveno, Andrej Sircelj, e deputados ao Parlamento Europeu proeminentes salientaram que a colaboração com as regiões e os municípios é indispensável para o êxito dos planos nacionais de recuperação.

Na abertura do Fórum de Alto Nível, organizado conjuntamente pelo Comité das Regiões Europeu (CR) e pela Presidência eslovena do Conselho da UE, o presidente do CR, Apostolos Tzitzikostas , afirmou: «Os recursos do Mecanismo de Recuperação e Resiliência começam a chegar aos Estados-Membros. É agora o nosso dever comum aplicar cada euro do dinheiro dos contribuintes como investimento na nossa recuperação. Precisamos de uma verdadeira parceria entre os intervenientes da UE, nacionais, regionais e locais, ainda que a regulamentação não seja suficientemente clara sobre a participação das regiões e dos municípios. O Comité acompanha atentamente a aplicação do mecanismo no terreno e a sua coordenação com a política de coesão. As expectativas e necessidades dos nossos cidadãos não podem ser descuradas por decisões tomadas do topo para a base.»

Andrej Šircelj , ministro das Finanças da República da Eslovénia, afirmou: «Acredito que podemos alcançar grandes resultados se a aplicação do Mecanismo de Recuperação e Resiliência for bem-sucedida. Só uma cooperação inclusiva trará os melhores resultados. Esta crise ensinou-nos a cooperar em tempos difíceis – a nível local, regional e internacional. Agora, imagine-se o que podemos alcançar se colaborarmos em tempos promissores. Só temos de dar um passo nesse sentido.»

Paolo Gentiloni , comissário europeu da Economia, sublinhou «o empenho construtivo do CR na conceção final do Mecanismo de Recuperação e Resiliência» e a importância vital de uma parceria forte entre os diferentes níveis de governo na próxima fase. «Mais de dois terços de todos os planos nacionais de recuperação e resiliência já passaram para a fase de execução. Os órgãos de poder local e regional serão fundamentais para a concretização destes planos e continuaremos a incentivar os Estados-Membros a envolvê-los efetivamente», afirmou. «Os fundos do Mecanismo de Recuperação e Resiliência e a política de coesão devem complementar-se e não substituir-se mutuamente: a adicionalidade e a absorção são as palavras-chave neste contexto».

O debate do fórum contribuirá para o Parecer do CR – Aplicação do Mecanismo de Recuperação e Resiliência, elaborado por Rob Jonkman (NL-CRE) e cuja adoção pela Comissão da Política Económica (ECON) está prevista para 29 de setembro. O Comité apresentou uma primeira avaliação da elaboração dos planos nacionais de recuperação e apresentará as suas conclusões sobre o impacto da pandemia nas comunidades regionais e locais, no Barómetro Regional e Local Anual da UE de 2021, a apresentar em 12 de outubro, durante a 19.ª Semana Europeia das Regiões e dos Municípios .

É possível rever aqui a abertura e o primeiro painel de debate do Fórum de Alto nível sobre Recuperação e Resiliência Regionais.

O Fórum de Alto Nível realizou-se por ocasião de uma reunião fora da sede da Mesa do CR em Lipica, Eslovénia. Antes da reunião da Mesa, o Programa Jovens Políticos Eleitos do CR organizou um evento sobre a política de coesão, no qual participaram jovens dirigentes locais de toda a UE, membros do CR, a secretária de Estado eslovena para o Desenvolvimento e a Política de Coesão Europeia, Monika Kirbiš Rojs, representantes da Comissão Europeia e outros oradores proeminentes.

É possível rever aqui o evento dos jovens políticos eleitos sobre o tema «A coesão como valor – Custos e benefícios para os jovens da transição para um mundo pós-COVID-19».

VOZES DO FÓRUM DE ALTO NÍVEL SOBRE RECUPERAÇÃO E RESILIÊNCIA REGIONAIS

(por ordem de intervenção)

Aleksander Jevšek (SI-PSE), vice-presidente da delegação eslovena do CR e presidente do município de Murska Sobota, afirmou: «A utilização eficiente de cada euro do Mecanismo de Recuperação e Resiliência depende, em grande medida, da parceria com os órgãos de poder local e regional. Para tirar o máximo partido dos recursos provenientes tanto dos instrumentos de recuperação como dos programas da política de coesão, os governos nacionais devem ouvir os municípios e as regiões e confiar em que estes fundos serão gastos de forma transparente.»

Michael Murphy (IE-PPE), presidente do município de Clonmel e presidente da Comissão da Política Económica (ECON) do CR, afirmou: «Os desafios não são iguais para todos; diferem em termos de conteúdo e intensidade consoante as regiões, cidades, vilas e zonas rurais da Europa. Precisamos de soluções adaptadas às necessidades e aplicadas em conjunto com o nível local. Se a recuperação de caracterizar por uma abordagem do topo para a base, os investimentos e as reformas poderão simplesmente não corresponder à realidade das oportunidades e dos desafios no terreno.»

Rob Jonkman (NL-CRE), relator do Parecer do CR – Aplicação do Mecanismo de Recuperação e Resiliência, afirmou: «A recuperação da Europa e a transição digital e sustentável dependem da participação direta dos órgãos de poder local e regional. Por conseguinte, estes devem participar estruturalmente na execução dos planos de recuperação. Uma vez que a participação varia entre os Estados-Membros, temos de partilhar as nossas experiências e aprender uns com os outros».

Alexandra Geese (DE-Verdes), deputada ao Parlamento Europeu e relatora para o Instrumento de Assistência Técnica, afirmou: «Uma transição socialmente inclusiva, ecológica e digital coloca desafios multifacetados que só podem ser enfrentados com um papel ativo dos órgãos de poder local e regional. O Instrumento de Assistência Técnica constitui uma oportunidade para os órgãos de poder local e regional adquirirem conhecimentos à sua medida, solicitando aos peritos que desenvolvam estratégias e roteiros adaptados, organizando seminários e ateliês ou aprendendo com as respetivas boas práticas. O acompanhamento da ação climática, a orçamentação sensível ao género e soluções de fonte aberta para promover administrações digitalizadas e de fácil acesso são apenas alguns exemplos das muitas soluções adaptadas que o Instrumento de Assistência Técnica pode proporcionar.»

María Del Valle Miguelez Santiago , vice-presidente da Conferência das Regiões Periféricas Marítimas da Europa ( CRPM ), ministra regional das Empresas, Emprego, Universidades e Serviço de Porta-Voz da região de Múrcia, declarou: «As regiões são intervenientes fundamentais na concretização das prioridades climáticas e digitais da UE e as suas competências estão relacionadas com múltiplos objetivos dos planos de recuperação. Tendo uma compreensão clara das necessidades de investimento a nível territorial, é legítimo que as regiões desempenhem um papel no âmbito dos fóruns políticos de decisão pertinentes para definir e executar os fundos de recuperação. É por esta razão que, nos próximos meses, seremos capazes de proporcionar valor acrescentado para uma utilização eficiente dos fundos europeus e alcançar os objetivos pretendidos.»

Hanna Zdanowska (PL-PPE), membro do Grupo de Trabalho para o Pacto Ecológico a Nível Local, do CR, afirmou: «75% dos cidadãos da UE vivem em cidades que são os principais emissores de gases com efeito de estufa. Mas são também polos e fontes de ação e inovação, tanto nos domínios da atenuação como da adaptação às alterações climáticas. O fórum mundial sobre a ação climática, que terá lugar em Glasgow, representa uma oportunidade importante para os dirigentes locais e regionais exporem o que os municípios e as regiões podem fazer e já estão a fazer para alcançar a neutralidade climática.»

Zvone Černač , ministro do Desenvolvimento e da Política de Coesão Europeia da Eslovénia, afirmou: «A criação de um quadro que assegure sinergias entre os mecanismos a curto e a longo prazo, por um lado, e a simplificação dos procedimentos de execução, por outro, em que os órgãos de poder local e regional desempenham um papel fundamental juntamente com os governos nacionais, é um objetivo essencial e, ao mesmo tempo, um desafio.»

Isabelle Boudineau (FR-PSE), presidente da Comissão da Política de Coesão Territorial e Orçamento da UE (COTER), afirmou: «A Europa fez um esforço sem precedentes para limitar as consequências sociais e económicas da pandemia. Mas o dinheiro não é tudo. Não esqueçamos o método: a parceria e a governação a vários níveis demonstraram o seu valor com a política de coesão. A renacionalização das políticas europeias através do Plano de Recuperação não é a solução. Há que confiar nas regiões para proteger os cidadãos e as PME.»

Juraj Droba (SK-CRE), relator do Parecer – Participação efetiva dos órgãos de poder local e regional na elaboração dos acordos de parceria e dos programas operacionais no período 2021-2027, do CR, afirmou: «A parceria, juntamente com a subsidiariedade, é o princípio mais importante do ponto de vista dos municípios e das regiões e temos de garantir a sua plena aplicação em todas as fases do novo período de programação.»

Ulrika Landergren (SE-Renew), presidente da Comissão dos Recursos Naturais (NAT), afirmou: «Há vários anos que assistimos a um fosso crescente entre as zonas urbanas e as zonas rurais no que toca à atenção que lhes é prestada e aos fundos disponibilizados. Infelizmente, a Comissão Europeia só adotou a sua visão a longo prazo para o desenvolvimento rural após a definição dos programas de financiamento até 2027. O CR apoiará a Comissão nesta visão, mas não podemos esperar até 2028! Temos de colmatar o fosso entre as zonas rurais e urbanas agora.»

Eddy van Hijum (NL-PPE), relator do Parecer – Estratégia para as PME, do CR, afirmou: «Nós, enquanto órgãos de poder local e regional, podemos ser parceiros da Comissão Europeia através do contacto que mantemos com as PME e com entidades locais como as câmaras de comércio. Para alcançarmos os objetivos fixados e voltarmos a ser mais fortes após a COVID-19, temos de ser parceiros nesta transição. Desde as PME mais pequenas das nossas regiões até à Comissão, todos temos um papel a desempenhar na realização das transições.»

Contacto:

Matteo Miglietta

Tel.: +32 (0)470 895 382

matteo.miglietta@cor.europa.eu

Partilhar :
 
Notícias relacionadas

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/PRESIDENT-CORDEIRO-IN-WALLONIA.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/FORUM-RECOVERY-SLOVENIA.ASPX

President Cordeiro visits Walloon projects financed by European funds: "Cities and regions are making Europe a reality"
President Cordeiro visits Walloon projects financed by European funds: "Cities and regions are making Europe a reality"
25.01.2023

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/APPLY-URBACT-CALL-ACTION-PLANNING-NETWORKS.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/FORUM-RECOVERY-SLOVENIA.ASPX

Apply to the URBACT call for Action Planning Networks!
Apply to the URBACT call for Action Planning Networks!
19.01.2023

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/CALL-GIVE-ENERGY-EQUIPMENT-UKRAINE.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/FORUM-RECOVERY-SLOVENIA.ASPX

Call to cities and regions to give energy equipment to Ukraine
Call to cities and regions to give energy equipment to Ukraine
13.12.2022

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/ECON.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/FORUM-RECOVERY-SLOVENIA.ASPX

EU regional and local leaders assess the local dimension of sustainable development, economic recovery and Single Market
EU regional and local leaders assess the local dimension of sustainable development, economic recovery and Single Market
07.12.2022

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/CITIES-AND-REGIONS-DEMAND-NEW-RESOURCES-EU-BUDGET.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/FORUM-RECOVERY-SLOVENIA.ASPX

Cities and regions demand new revenue sources for the EU budget
Cities and regions demand new revenue sources for the EU budget
01.12.2022