Clique aqui para obter uma tradução automática do texto seguinte.
Mensagem das regiões e municípios da UE a Angela Merkel: estamos determinados a trabalhar em conjunto para construir uma Europa mais resiliente, democrática, sustentável e humana  
 

A chanceler alemã Angela Merkel debateu o impacto da crise da COVID-19 e o futuro da Europa com os membros do Comité das Regiões Europeu na reunião plenária de outubro.

O presidente do Comité das Regiões Europeu, Apostolos Tzitzikostas, deu as boas-vindas à chanceler da República Federal da Alemanha, Angela Merkel, na reunião plenária do Comité das Regiões Europeu (#CoRplenary), em 13 de outubro. A chanceler alemã apresentou as prioridades da Presidência alemã da UE, debateu o papel dos órgãos de poder local e regional na recuperação da Europa e trocou impressões com os membros do CR sobre o futuro da Europa (ver aqui o debate gravado).

Discursando sobre as principais expectativas das regiões e dos municípios quanto à Presidência alemã, Apostolos Tzitzikostas afirmou: «300 regiões e 90 mil municípios formam as fundações democráticas da UE e a sua rede de segurança. Enquanto dirigentes locais e regionais, estamos na linha da frente do combate à pandemia. Não nos poupamos a esforços para conter a propagação do vírus, ajudar os mais vulneráveis, proteger as nossas comunidades e salvaguardar as economias e os empregos locais. Os nossos cidadãos consideram-nos o nível de governação mais fiável e eficaz. Se a Europa pretende estabelecer uma ligação mais próxima com os cidadãos nos territórios e encontrar soluções concretas para as suas necessidades, há que dar mais voz aos dirigentes regionais e locais no processo de decisão da UE».

«A pandemia veio mostrar os limites da atual Europa bidimensional, assente apenas nos Estados-Membros e em Bruxelas», prosseguiu o presidente Apostolos Tzitzikostas . «Precisamos de uma Casa da Democracia Europeia com três dimensões, em que todos os níveis de governo – UE, nacional e regional/local – trabalham em conjunto, ao serviço das pessoas e mais perto das pessoas. Acreditamos no lema alemão “gemeinsam”, ou seja, juntos. Juntos podemos construir uma Europa mais resiliente, democrática, sustentável e humana».

CONTEXTO

Os municípios e as regiões da Europa continuam na linha da frente do combate à pandemia de COVID-19. Os órgãos de poder local e regional tiveram de reagir rapidamente para prestar apoio aos cidadãos mais vulneráveis e às empresas locais. A crise da COVID-19 afetou todas as regiões, cidades e comunidades locais na Europa, mas cada uma de forma diferente, o que também está patente nas conclusões do Barómetro Local e Regional Anual , apresentado pelo CR no início desta semana. Sob o lema «Juntos pela recuperação da Europa» , a Presidência alemã centrar-se-á diretamente na superação da pandemia de COVID-19: combatendo a propagação do vírus, apoiando a recuperação da economia europeia e reforçando a coesão social na Europa. Pela sua proximidade dos cidadãos ao longo da crise, tornou-se evidente que os órgãos de poder local e regional devem ser um elemento central do processo de decisão para assegurar uma recuperação económica eficaz e equitativa.

No que diz respeito à Conferência sobre o Futuro da Europa, a pandemia veio também reforçar a urgência de colocar os órgãos de poder local e regional no seu cerne, fazendo da UE uma União mais democrática e transparente, mais próxima dos seus cidadãos e capaz de responder melhor às suas necessidades. Uma sondagem recente (acessível aqui ), realizada pela Kantar, revelou que uma grande maioria das pessoas em todos os países considera que os poderes locais e regionais têm pouca influência a nível da UE e, na opinião de uma maioria absoluta, o reforço da influência dos órgãos de poder local e regional teria um impacto positivo na capacidade da UE para resolver problemas.

Contacto:

Michele Cercone

Porta-voz do presidente

Tel.: +32 (0)498 982 349

michele.cercone@cor.europa.eu