Clique aqui para obter uma tradução automática do texto seguinte.
O Presidente do Comité das Regiões Europeu, Vasco Alves Cordeiro, foi recebido pelo Primeiro Ministro de Portugal, António Costa  

O Presidente do Comité das Regiões Europeu (CdR), Vasco Alves Cordeiro, foi hoje recebido pelo Primeiro-Ministro de Portugal, António Costa, num encontro destinado a apresentar as prioridades para o seu mandato à frente do CdR, de 2022 a 2025.​

Neste contexto, o Presidente Cordeiro destacou: "O Primeiro-Ministro António Costa é um profundo conhecedor do Comité das Regiões (CdR). Foi um destacado membro do Comité, tendo inclusive presidido a uma da sua Comissões, a CIVEX. Sei a importância que atribui aos níveis de poder regional e local na Europa e à cooperação entre todos os níveis de poder para reforçar a democracia interna da própria UE e a sua capacidade de lidar com os desafios presentes e futuros".

O encontro, realizado na residência oficial do Primeiro-Ministro em Lisboa, foi uma oportunidade para ambos os líderes trocarem informações sobre a situação atual na Europa e para o Presidente do Comité das Regiões dar conta de dois aspetos importantes que se colocam no futuro próximo da própria UE: a implementação das recomendações resultantes da Conferência sobre o Futuro da Europa (CoFE) e o futuro da política de coesão, para garantir o seu valor acrescentado a longo prazo.

Vasco Alves Cordeiro afirmou: " Em relação à CoFE aquilo que tive a oportunidade de transmitir foi a vontade do CdR de, cada vez mais, se poder afirmar como a Assembleia politica do poder local e regional de toda a Europa, com os efeitos que isso tem quanto ao reforço da sua participação no processo de decisão da UE, trazendo a perspetiva do poder local e regional para esse mesmo processo, e à aproximação dos cidadãos ao projeto europeu."

No encontro de hoje, o recém-eleito Presidente do CdR e o Primeiro-Ministro português debateram ainda o futuro da política de coesão da UE, tendo Vasco Alves Cordeiro sublinhado a sua relevância não só para fazer face aos desafios imediatos da luta contra a pandemia da COVID 19, o apoio aos ucranianos e à Ucrânia, bem como o apoio às cidades e regiões a fazer face aos custos socioeconómicos da guerra, mas como política de investimento de longo prazo da EU e garantia de que nenhuma região é deixada para trás.

Ao referir-se ao processo, que se iniciará em breve, sobre a preparação do próximo Quadro Financeiro Multianual da UE, pós 2027. Vasco Alves Cordeiro afirmou " No que tem a ver com a Politica de Coesão é importante salientar também a importância que essa politica tem para os poderes locais e regionais, os desafios com que está confrontada, as lições que é possível retirar de ter ajudado a lidar com a pandemia e aqueles que resultam ainda da própria guerra na Ucrânia. Lições que devem ser incorporadas num processo de reflexão sobre a forma como o objetivo de Coesão, que se liga à própria definição do projeto Europeu, pode ser alcançado num futuro próximo.  

O Presidente do Comité das Regiões aproveitou ainda o encontro para convidar o Primeiro Ministro António Costa para participar numa das próximas sessões plenária do Comité das Regiões, trazendo a sua perspetiva sobre estes e outros assuntos.

Nota para os editores:

O Primeiro-Ministro António Costa foi membro do Comité das Regiões Europeu entre fevereiro de 2010 e abril de 2015, como autarca de Lisboa, tendo assumido o cargo de Presidente da Comissão para a Cidadania, Governação, Assuntos Institucionais e Externos (CIVEX) entre setembro de 2012 e janeiro de 2015.

Contacto:

Francisco Tavares

Tel: +351 926789659 ou +32 475 999 427

francisco.tavares@cor.europa.eu

Partilhar :