Clique aqui para obter uma tradução automática do texto seguinte.
Barómetro Regional e Local da UE alerta: défice de 180 mil milhões de euros devido à COVID-19 prejudicará serviços públicos  

Apostolos Tzitzikostas, presidente do CR, alerta para défice de 180 mil milhões de euros nas finanças locais e critica governos nacionais por não terem consultado o poder local sobre os planos de investimento

Elaborado pelo Comité das Regiões Europeu , o Barómetro Regional e Local da UE hoje publicado adverte que a recuperação da UE será prejudicada pela incapacidade das capitais nacionais de consultarem os municípios e as regiões sobre os planos de recuperação de emergência financiados pela UE. A possibilidade de os fundos da UE não chegarem aos domínios em que são mais necessários na ótica dos municípios e das regiões também corre o risco de agravar as dificuldades criadas por um défice orçamental de 180 mil milhões de euros, resultante da diferença entre a despesa e a receita causada pela pandemia de COVID-19.

O segundo relatório anual , que inclui um dos maiores inquéritos de opinião realizado à escala da UE junto dos órgãos de poder local e regional , destaca também o agravamento das disparidades sociais e económicas entre regiões do mesmo país e em toda a UE, incluindo o fosso digital entre as zonas rurais e urbanas, que compromete a ambição da UE de uma transição económica ecológica e digital.

Na apresentação do relatório, Apostolos Tzitzikostas (EL-PPE), presidente do Comité das Regiões Europeu e presidente eleito da região da Macedónia Central, na Grécia, declarou: «O nosso Barómetro Regional e Local mede o impacto da pandemia nas regiões, nos municípios e nas aldeias da UE, com vista a ajudar todos os níveis de governação – local, regional, nacional e UE – a adotarem medidas concretas para eliminar os obstáculos enfrentados pelos nossos cidadãos. Com demasiada frequência, a Europa é considerada a soma dos seus 27 Estados-Membros, mas a União Europeia é muito mais do que isso: é composta por mais de 300 regiões, 90 000 municípios e 1,1 milhões de dirigentes políticos eleitos a nível local e regional que representam mais de 400 milhões de pessoas. O nosso Barómetro apresenta uma nova panorâmica do estado da UE, tendo mais adequadamente em conta a sua diversidade, complexidade e riqueza».

Apresentam-se, a seguir, algumas das principais conclusões do Barómetro Regional e Local da UE:

  • As finanças regionais e locais estão em risco. É sobre os órgãos de poder local e regional que recai a responsabilidade de assegurar a prestação de serviços públicos e de saúde de qualidade aos cidadãos, num momento em que a situação financeira do poder local não podia ser pior. Em 2020. o aumento da despesa e a diminuição da receita em toda a UE criaram um défice de aproximadamente 180 mil milhões de euros, com uma perda de 130 mil milhões ao nível regional e intermédio e de 50 mil milhões ao nível municipal. A UE e os Estados-Membros têm o dever de ajudar, com caráter de urgência, os órgãos de poder local a absorver o choque financeiro, nomeadamente através dos planos nacionais de recuperação.

  • Ignorar a dimensão territorial da crise sanitária põe vidas em risco. Ter em conta as especificidades regionais e locais é a melhor forma de a UE e os governos nacionais acelerarem a recuperação: ignorar a dimensão territorial da saúde põe vidas em risco. Para melhor proteger, cabe repensar a repartição de competências em matéria de saúde entre os diferentes níveis de governação. A UE deve investir mais no reforço da resiliência dos sistemas regionais e coordenar os testes de capacidade para avaliar o seu nível de preparação para responder a situações de crise.

  • Planos nacionais de recuperação descuram regiões, colocando em risco a recuperação e os objetivos ecológicos da UE. Corremos o risco de não cumprir os objetivos de recuperação, uma vez que as estratégias não têm em conta as necessidades reais, a diversidade e as disparidades das nossas comunidades. Os governos nacionais devem aplicar os planos em conjunto com os seus municípios e regiões. Temos de ser intervenientes fundamentais na governação dos planos, tendo em conta as nossas responsabilidades em domínios como a contratação pública, os transportes, a ação climática, a saúde e a educação.

  • O fosso digital entre zonas urbanas e rurais pode ameaçar a recuperação: urge apoiar a «coesão digital» . A cobertura total dos agregados familiares da UE por redes de capacidade muito elevada é de 44% nas zonas urbanas, contra 20% nas zonas rurais. A UE e os seus Estados-Membros devem investir com caráter de urgência – a coesão digital é essencial para uma recuperação sólida e inclusiva.

  • A pobreza associada à COVID-19 está a tornar-se uma realidade. Cresce o risco de uma geração perdida devido à COVID-19 . Os trabalhadores jovens e com menos habilitações têm sido os mais afetados. As pessoas desfavorecidas, com deficiência e idosas sofreram uma deterioração das suas condições de vida. A UE tem de agir de forma concreta e solidária para viabilizar uma recuperação mais justa.

  • Os dirigentes políticos regionais e locais consideram que não têm peso suficiente na UE e querem ter mais influência nas políticas em domínios como a economia, a justiça social, as alterações climáticas e o ambiente. Ignorar este apelo seria um erro imperdoável e aumentará a distância entre a UE e as suas comunidades. Cabe lançar uma nova dinâmica em prol da democracia europeia para reforçar os valores europeus. A Conferência sobre o Futuro da Europa deve ser o fórum em que se inicia uma verdadeira reflexão sobre o modelo democrático da UE.

CONTEXTO

O Barómetro Regional e Local apresenta uma panorâmica do impacto da crise social, económica e sanitária nas regiões e nos municípios da UE. Os seus factos e conclusões são complementados por um inquérito de opinião realizado junto de dirigentes políticos locais e regionais nos 27 Estados-Membros da UE. Encomendado pelo Comité das Regiões Europeu e levado a cabo pela Ipsos, o inquérito incide nos pontos de vista destes dirigentes políticos sobre a qualidade das relações entre os órgãos de poder infranacional, por um lado, e os governos nacionais e a UE, por outro, o estado da democracia na UE e a sua agenda para o progresso.

O Barómetro Regional e Local Anual da UE (#EURegionalBarometer) faz-se acompanhar de uma resolução política dos 329 membros do Comité das Regiões Europeu, a assembleia política dos órgãos de poder local e regional da UE.

Resultados do Barómetro Regional e Local Anual da UE: [links to be updated]

Contacto:

Michele Cercone

Porta-voz do presidente

Tel.: +32 (0)498 9823 49

michele.cercone@cor.europa.eu

Partilhar :
 
Notícias relacionadas

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/PRESIDENT-CORDEIRO-IN-WALLONIA.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/BAROMETER-COVID-GAP-WILL-HIT-PUBLIC-SERVICES.ASPX

President Cordeiro visits Walloon projects financed by European funds: "Cities and regions are making Europe a reality"
President Cordeiro visits Walloon projects financed by European funds: "Cities and regions are making Europe a reality"
25.01.2023

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/DIGITAL-RESILIENCE.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/BAROMETER-COVID-GAP-WILL-HIT-PUBLIC-SERVICES.ASPX

CoR survey on Digital resilience
CoR survey on Digital resilience
23.01.2023

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/APPLY-URBACT-CALL-ACTION-PLANNING-NETWORKS.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/BAROMETER-COVID-GAP-WILL-HIT-PUBLIC-SERVICES.ASPX

Apply to the URBACT call for Action Planning Networks!
Apply to the URBACT call for Action Planning Networks!
19.01.2023

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/MPAA-2023.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/BAROMETER-COVID-GAP-WILL-HIT-PUBLIC-SERVICES.ASPX

Michałowo wins Mayor Paweł Adamowicz Award for helping refugees on the border with Belarus
Michałowo wins Mayor Paweł Adamowicz Award for helping refugees on the border with Belarus
13.01.2023

1.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/COP15-.ASPX

2.HTTPS://COR.EUROPA.EU/PT/NEWS/PAGES/BAROMETER-COVID-GAP-WILL-HIT-PUBLIC-SERVICES.ASPX

COP15: European Committee of the Regions formally recognised as key partner to implement the Kunming-Montreal global biodiversity framework
COP15: European Committee of the Regions formally recognised as key partner to implement the Kunming-Montreal global biodiversity framework
19.12.2022